Paradoxos da Torre de Marfim: A pintura e o pictórico na Coleção Norlinda e José Lima
14 maio — 25 setembro 2016
Curadoria: David Barro

​A exposição Paradoxos da Torre de Marfim: A pintura e o pictórico na Coleção Norlinda e José Lima procura, segundo o curador, explorar os limites da pintura a partir de uma seleção de obras da coleção: “A que chamamos pintura hoje? São tantos os estilos, as heranças, os artistas e os meios que é complicado definir um estado da questão. A pintura é hoje uma ideia, uma forma de pensar, seguramente, sobre a própria pintura, na sua possibilidade de apreender o mundo. Assim, tudo o que se diz e faz em torno da pintura será pintura em si mesmo, enquanto manifestação de uma atitude, de um posicionamento que implique ao artista estar continuamente a (re)pensar o seu lugar. Qualquer coisa que ajude a criar uma imagem pode ser uma pintura, porque o tempo da pintura implica sempre uma nova definição e a história da arte é a história da pintura.​ Por isso, temos uma forma de ver a vida em termos pictóricos e assumimos que a pintura já não é uma técnica, mas sim uma tradição.” [David Barro]

Artistas: Adriana Varejão, Albuquerque Mendes, Alexandre Farto, Andres Serrano, Andy Warhol, Ângela Ferreira, Anish Kapoor, Artur Barrio, Carmen Calvo, Damien Hirst, Daniel Blaufuks, Daniel Steegman Mangrané, Diogo Pimentão, Edgar Martins, Eduardo Batarda, Fiona Rae, Franz West, Gil Heitor Cortesão, Graça Sarsfield, Günther Förg, Jean-Marie Bytebier, Joan Fontcuberta, João Penalva, José Bechara, José Loureiro, José Pedro Croft, Júlia Ventura, Julião Sarmento, Leonel Moura, Luís Paulo Costa, Mafalda Santos, Matt Mullican, Michael Biberstein, Paulo Nozolino, Robert Longo, Tobias Lehner, Tracey Moffatt, Vik Muniz, William Wegman e Yonamine.

David Barro é curador independente e diretor, desde 2006, da revista de arte DARDO. Crítico de arte, escreve desde 1998 para o jornal El Cultural (El Mundo). É assessor artístico e responsável pela coleção da Fundação Barrie (Espanha). Em 2010 foi diretor artístico da feira de arte Espacio Atlántico (Espanha) e trabalhou, de 2000 a 2006, como professor na Universidade do Porto (Portugal). Foi editor de várias revistas de arte espanholas, como [W] art, Arte y Parte, InteresArte (1998-2002), e diretor artístico do projeto Acima! Natural Art Show no Porto e do Festival Internacional de Ação Artística Sustentável SOS 4.8 em Múrcia.

Vista de exposição © André Rocha

Vista de exposição © André Rocha

Vista de exposição © André Rocha

Vista de exposição © André Rocha

Vista de exposição © André Rocha

Vista de exposição © André Rocha

Vista de exposição © André Rocha

Vista de exposição © André Rocha

Vista de exposição © André Rocha

Vista de exposição © André Rocha

Catálogo da exposição
170 x 240 mm
144 pp
Bilíngue POR/ENG
Design: Patrice Almeida
Depósito Legal: 409932/16

€ 16.00