O Depósito Caótico: A Vida Social na Coleção Norlinda e José Lima
11 maio — 17 novembro 2019
Curadoria: Miguel Amado
Produção: Centro de Artes de Águeda

A exposição “O Depósito Caótico: A Vida Social na Coleção Norlinda e José Lima” traça uma panorâmica do acervo de arte reunido pelo empresário José Lima, natural de Águeda e radicado em S. João da Madeira. A exposição reúne obras realizadas por artistas portugueses e estrangeiros entre o pós-Segunda Guerra Mundial e a atualidade que abordam assuntos e questões sociais. As obras expostas exploram problemáticas do quotidiano, enunciando uma crítica do real, através da sua livre associação, que cruza fronteiras temporais e geográficas e privilegia a discursividade e o signo político. O título da exposição cita o título de uma obra do artista Artur Barrio, metáfora da complexidade associada ao ato de colecionar e de mostrar o sentido que as obras que a constituem enunciam, seja a nível visual, intelectual, emocional e espiritual.

Artistas: A. R. Penck, Ana Laura Aláez, Ana Vieira, Anna Moreno, Armando Alves, Artur Barrio, Bernard Rancillac, Carla Cruz, Carolina Antoniadis, Corneille, Cristina Cañamero, Dan Graham, Daniel Steegmann Mangrané, Eduardo Arroyo, Helena Almeida, Jaume Plensa, João Pedro Vale & Nuno Alexandre Ferreira, Joaquim Rodrigo, Jorge Galindo, José Bechara, José de Guimarães, José Manuel Ciria, José Manuel Vela, Karel Appel, Mabunda, Malangatana, Marianne Keating, Markus Lüpertz, Marta María Pérez Bravo, Mauro Cerqueira, Mimmo Rotella, Robert Combas, Santiago Sierra, Susanne S. D. Themlitz, Torben Giehler, Valerio Adami, Vera Mota, Victor Mira, William Wegman e Yonamine.

Miguel Amado é comissário de exposições e crítico. Do seu percurso profissional, destacam-se cargos diretivos e curatoriais em entidades como o Cork Printmakers (Irlanda), Middlesbrough Institute of Modern Art e Tate St Ives (ambos em Inglaterra), o Abrons Arts Center (Nova Iorque) e o Centro de Artes Visuais (Coimbra). Como freelancer, destacam-se projetos como o Pavilhão Português na Bienal de Veneza de 2013 e colaborações com instituições e eventos como o Museu Coleção Berardo (Lisboa), a apexart (Nova Iorque), a Frieze Projects na Frieze London (Londres) e o Foro Arte Cáceres (Espanha). Frequentou o mestrado em Curating Contemporary Art do Royal College of Art (Londres) e a Night School, no New Museum, em Nova Iorque.

Exposição organizada pelo Centro de Artes de Águeda.

Folha de sala



Download