Lusofolia: A Beleza Insensata
9 novembro 2019 — 8 março 2020
Curadoria: António Saint Silvestre

Os criadores portugueses de Arte Bruta, à exceção de Jaime Fernandes, ainda vivem numa “terra incógnita”, por esta razão António Saint Silvestre, comissário da exposição, reuniu duas dezenas de artistas “outsider” do mundo lusófono, apresentando em paralelo obras criadas em Portugal, Brasil e Angola. A exposição apresenta obras dos portugueses Artur Moreira, Carlos Victor Martins, Jaime Fernandes, José Ribeiro, Manuel Bonifácio, Manuel Carrondo, Ana Carrondo, Rui Lourenço, Serafim Barbosa e Ti Guilhermina; dos brasileiros Albino Braz, Camilo Raimundo, Evaristo Rodrigues, Jesuys Crystiano, José Teófilo Resende e Marilena Pelosi e desenhos de anónimos angolanos. A exposição traz a público obras que merecem a atenção do sistema artístico e que nos fazem pensar sobre as zonas cinzentas entre os chamados artistas outsider e insider.

Durante a exposição será apresentado o filme Eternity has no door of Escape | Encounters with Outsider Art, do realizador Arthur Borgnis.

A exposição Lusofolia foi apresentada entre março e maio de 2019 na Fundação Arpad Szenes-Vieira da Silva.

António Saint Silvestre, pintor e escultor, participou na criação da galeria de arte com Richard Treger, no seu funcionamento e na constituição da Coleção Treger/Saint Silvestre, em paralelo com a sua carreira de artista.