Limiar da Vida. Coleção Norlinda e José Lima
16 setembro 2017 — 1 abril 2018
Curadoria: Pedro Lapa

“Esta exposição reúne obras da coleção Norlinda e José Lima. O seu ponto de partida é a arte enquanto diversidade de modos de relação com a vida. Estes estão agrupados em seis núcleos temáticos, que vão desde as perceções mais simples e fragmentadas do corpo à construção de formas e enigmas sobre o mundo que habitamos. Na medida em que a exposição se desenvolve de forma circular e pode ser percorrida em ambos os sentidos, não existe uma progressão na ordem destes temas. Se a vida está antes de todas as formas artísticas, o limite para que estas tendem não reside numa qualidade específica, num sentido particular ou numa síntese geral daquela. O limite último é a matéria da vida como potência de qualquer representação. Todas estas formas artísticas aqui reunidas são conjeturas e tentativas de configurar essa matéria, que está antes de qualquer configuração e designamos por vida, todavia esta no seu todo é um inatingível por qualquer obra. É talvez no confronto com a impossibilidade de conhecer em absoluto a vida que a experiência artística dá a conhecer algo do nosso habitar, pelo que a vida se torna não uma causa primeira da arte mas o seu limiar.” [Pedro Lapa]

Artistas: A. R. Penck, Albuquerque Mendes, Alice Jorge, Álvaro Lapa, Andy Warhol,Ângelo de Sousa, Anish Kapoor, António Sena, Artur Barrio, Augusto Alves da Silva, Carla Filipe, Carlos Correia, Damien Hirst, Daniel Steegmann Mangrané, Eduardo Arroyo, Eduardo Batarda, Eduardo Nery, Fernando Lanhas, Filipa César, Franz West, Gaetan, Gonçalo Mabunda, Helena Almeida, Henri Michaux, João Tabarra, Joaquim Rodrigo, Júlia Ventura, Julião Sarmento, Leon Golub, Lourdes Castro, Martin Kippenberger, Matta, Michelangelo Pistoletto, Miguel Palma, Musa Paradisiaca,  Nadir Afonso, Nikias Skapinakis, Pedro Portugal, Pedro Proença, René Bertholo, Rigo 23, Rui Serra, Rui Toscano, Ruth Rosengarten, Sol Lewitt, Tatjana Doll e Torres Garcia.

Pedro Lapa é professor auxiliar da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, onde se doutorou em História da Arte. Foi diretor artístico do Museu Coleção Berardo entre 2011 e 2017 e diretor do Museu Nacional de Arte Contemporânea – Museu do Chiado entre 1998 e 2009. Foi também curador da Ellipse Foundation e professor convidado da Escola das Artes da Universidade Católica de Lisboa. É autor de muitas publicações no domínio da arte moderna e contemporânea e comissariou muitas exposições em todo o mundo; foi coautor do primeiro catálogo raisonné realizado em Portugal dedicado à obra de Joaquim Rodrigo. O Grémio Literário atribuiu-lhe o Grande Prémio de 2008 e o Ministro da Cultura de França, Frédéric Mitterrand, concedeu-lhe a distinção de Chevalier de l`Ordre des Arts et des Lettres, em 2010.

Vista de exposição © Dinis Santos

Vista de exposição © Dinis Santos

Vista de exposição © Dinis Santos

Vista de exposição ©Dinis Santos

Vista de exposição ©Dinis Santos

Vista de exposição © Dinis Santos

Vista de exposição © Dinis Santos

Vista de exposição © Dinis Santos

Vista de exposição © Dinis Santos

Vista de exposição ©Dinis Santos

Vista de exposição ©Dinis Santos

Vista de exposição © Dinis Santos

Atividades paralelas

24 fevereiro 2018
Visita orientada pelo curador Pedro Lapa à exposição Limiar da vida.

Catálogo da exposição
170 x 240 mm
120 pp
Bilíngue POR/ENG
Design: António Loureiro, Patrice Almeida e Outside the Box
Depósito Legal: 436303/18

€ 16.00

Folha de Sala



Download