As Leis do Número de Ouro. Obras da Coleção Treger/Saint Silvestre
29 abril — 1 outubro 2017
Curadoria: Antonia Gaeta

As obras presentes na exposição As Leis do Número de Ouro. Obras da Coleção Treger/Saint Silvestre foram selecionadas pela curadora Antonia Gaeta, a partir da vasta coleção internacional onde estão representados mais de 250 artistas de Arte Bruta, de Arte Outsider e Singular.
As obras em exposição apresentam visões, projeções e construções de casas e cidades onde vemos composições e representações utópicas, mas também encontramos visões opostas e catastróficas, distópicas. Nestas obras, onde há uma grande diversidade formal e técnica, denota-se a incorporação de temas com tradição na História da Arte, como a representação de arquiteturas e cidades imaginárias, aqui criadas por autores marginais aos circuitos estabelecidos do sistema artístico.

Artistas: A. Arumugam, A.C.M., Adolf Wölfli, Alexandro García, Beverly Baker, Carlo Franco Stella, Carter Todd, Damián Valdés Dilla, Daniel Gonçalves, Dwight Mackintosh, Eugene von Bruenchenhein, Gaston Mouly, George Widener, Gianni Antonelli, Hassan, Jaime, Jesuys Crystiano, John Devlin, Josef Hofer, Kostia, Leonard Fink, Leopold Strobl, Madge Gill, Mamadou Cissé, Martin Ramírez, Michael Hall, Ognjen Jeremic, Pierre Petit et Raymonde, Prophet Royal Robertson, Roy Wenzel, Scottie Wilson, Sebastian Ferreira, Tadashi Moriyama, Teófilo Resende, Titov, Welmon Sharlhorne, Wesley Willis, Vasilij Romanenkov, Zbyněk Semerák e Zoran Tanasic.

Antonia Gaeta (Itália, 1978) é Licenciada em Conservação dos Bens Culturais pela Universidade de Bolonha. Mestre em Estudos Curatoriais pela FBAUL e Doutorada em Arte Contemporânea no Colégio das Artes da Universidade de Coimbra. Desenvolveu projetos de investigação e exposição com diversas instituições artísticas em Portugal e no estrangeiro e tem textos publicados em catálogos de arte, revistas especializadas e programas de exposições. Foi coordenadora executiva das representações oficiais portuguesas nas Bienais de Arte de Veneza (edições 2009 e 2011) e de São Paulo (edições 2008 e 2010) para a Direção-Geral das Artes. Em 2015, foi curadora adjunta do Pavilhão de Angola na 56ª Bienal de Veneza. Desde 2015 desenvolve projetos curatoriais para a coleção de arte bruta Treger/Saint Silvestre.

Vista de exposição © Dinis Santos

Vista de exposição © Dinis Santos

Vista de exposição © Dinis Santos

Vista de exposição © Dinis Santos

Vista de exposição © Dinis Santos

Vista de exposição © Dinis Santos

Vista de exposição © Dinis Santos

Vista de exposição © Dinis Santos

Vista de exposição © Dinis Santos

Vista de exposição © Dinis Santos

Vista de exposição © Dinis Santos

Vista de exposição © Dinis Santos

Catálogo da exposição
210 x 170 mm
200 pp
Bilíngue POR/ENG
Design: Studio Maria João Macedo
Depósito Legal: 439663/18
€ 30.00

Folha de sala



Download